Quer explorar um dos mais renomados edifícios de São Paulo? Vem conhecer mais detalhes do Vitra!

Lançado em 2010 pela JHSF, o renomado edifício residencial Vitra, localizado em São Paulo, é a primeira obra da América do Sul consagrada pela indicação ao prêmio American-Architect. Assinado pelos arquitetos Daniel Libeskind e Pablo Slemenson, profissionais consagrados nas construções de edificações – entre os mais conhecidos podemos destacar o One World Trade Center, principal prédio no Marco Zero, em Nova York.

Conhecidos pelos projetos arquitetônicos ostensivos e com formas angulares expressivas, a dupla e suas equipes incorporaram uma linha criativa futurista e sofisticada para a composição, com uma abordagem poética, além do conhecimento técnico, levando em consideração o espaço e as sensações em relação ao ambiente.

“O edifício fica numa área linda e cheia de energia, mas é diferente da maioria das construções de São Paulo, sejam residências ou outras, no formato de caixas ‘esticadas’. Pensei que usando a luz da cidade deveria criar uma forma escultural (…) que se torna icônica não por meio de truques inteligentes, mas pela sua posição”, explica o arquiteto.

Bem no coração do Itaim Bibi, o Vitra encanta à todos e se destaca por sua arquitetura única.
Sendo rodeado por construções com no máximo dois andares, o edifício se destaca na paisagem pela volumetria e por ser inteiramente envolvido por vidro, recurso mais comumente empregado em projetos corporativos.

Além da área externa, o empreendimento conta com 14 apartamentos, sendo um por andar com 13 tipos e mais uma cobertura duplex esplendida, com áreas que variam entre 565 e 1.145 m².

O Vitra Itaim foi um sucesso desde seu lançamento. Em menos de três meses, mais de 80% das unidades haviam sido vendidas, refletindo a experiência da JHSF em criar projetos residenciais de alto padrão com foco na exclusividade, no conforto e no bem-estar de seus moradores.

Venha explorar as oportunidades MBRAS no renomado edifício Vitra acessando aqui .

Fotos de divulgação por Marcelo Scarpis, através do site ArchDaily.